Síndrome de Klinefelter

A Síndrome de Klinefelter foi descrita pela primeira vez por Harry Klinefelter, e é a causa mais frequente de hipogonadismo e infertilidade em indivíduos do sexo masculino. As pessoas com Síndrome de Klinefelter, do sexo masculino, tem um cromossomo X adicional (47,XXY), estatura elevada, algum desenvolvimento do tecido mamário e testículos pequenos. Também é possível encontrar pessoas com outros cariótipos, como: 48,XXXY, 48,XXYY ou 49,XXXXY.

Entre os indivíduos com a Síndrome de Klinefelter é maior a chance de ocorrer acidentes vasculares cerebrais (6 vezes superior à população geral), assim como é maior a incidência do câncer (1,6%). O atraso da linguagem, o atraso motor e problemas escolares complicam o desenvolvimento destas crianças. Outra complicação é o déficit auditivo.

Esta síndrome raramente é diagnosticada no recém-nascido face à ausência de sinais específicos. Muitas vezes detecta-se a anomalia apenas quando problemas comportamentais, desenvolvimento pubertal anômalo ou infertilidade aparecem.

Síndrome de Klinefelter
Cariótipo de um paciente portador da Sindrome de Klinefelter: 47,XXY


Rua Quinze de Novembro, 1155 - Conjunto 1704 - Centro - CEP 80060-000 - Curitiba - PR VEGAPIX - Imagem & Criação Fone (41)3023-4314 Fax (41)3079-9314